Troféu
Troféu

Troféu

Os melhores e mais importantes filmes do Internacional Uranium Film Festival recebem o prêmio do festival, o trofeu "... Amarelo". O prêmio é uma obra de arte produzida pelo artista brasileiro Getúlio Damado, que vive e trabalha no famoso bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro. Getúlio Damado produz o troféu do lixo que ele encontra nas ruas de Santa Teresa. A cabeça do boneco é um relógio quebrado que simboliza o tempo atômico, um tempo fora do movimento natural do Universo e que lembra as primeiras tragédias nucleares: Quando as bombas atômicas explodiram sobre as cabeças das mulheres, crianças e homens de Hiroshima e Nagasaki todos os relógios destas cidades imediatamente pararam sob o efeito da explosão nuclear.

Getúlio nasceu em Minas Gerais, 1955, em Espera Feliz. "Um dia eu vi o bonde de Santa Teresa na televisão, passando em cima dos Arcos da Lapa, e essa imagem nunca mais saiu da minha mente", lembra Getúlio. Um dia, logo após a Copa do Mundo de 1970, ele mudou-se para Santa Teresa. Neste ano ele desenvolveu o seu trabalho artístico e começou transformar lixo em ouro. Com materiais que encontra nas ruas, ele cria arte e brinquedos reciclados. O motivo central é o bonde, o último veículo sobre trilhos do Rio de Janeiro.