O Troféu do Festival

O troféu do International Uranium Film Festival é uma obra de arte produzida pelo artista plástico brasileiro Getúlio Damado, que vive e trabalha no famoso bairro artístico de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, onde foi realizada a 1ª edição do festival, em maio de 2011. Cada troféu é uma peça única, criada por Getúlio a partir de sucata que encontra nas ruas de Santa Teresa.

Ele também usa relógios sucateados para se lembrar da bomba atômica americana que destruiu Hiroshima. Os relógios em Hiroshima pararam exatamente às 8:15 da manhã, quando a bomba atômica explodiu em 6 de agosto de 1945. Somente os filmes mais premiados, incluindo os vencedores do "Lifetime Achievement Award", recebem este troféu. 

Já no primeiro ano do festival, 2011, o troféu do Uranium Film Festival recebeu da mídia o apelido de "Oscar Amarelo". Mas desde 2016, o festival não tem permissão para usar este nome, porque o nome “Oscar" é  "propriedade com direitos autorais, marca registrada e marca de serviço da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas" que respeitamos integralmente.

Enquanto isso, o troféu do Uranium Film Festival recebeu outro nome: "Yellow Einstein". Mas não temos certeza se o nome Einstein já está protegido também ....

Alguma ideia?! 

Entre em contato

info@uraniumfilmfestival.org
www.uraniumfilmfestival.org

Foto: Cineastas e produtores com o troféu do Uranium Film Festival no Rio de Janeiro, Berlim, Munique e Hollywood: Victoria Gromik (Russia), Lisa Camillo (Italy), Shoko Hara & Paul Brenner (Japan / Germany), Stephen McEveety (USA), Roberto Fernandéz (Argentina)