Fukushima 2021
Fukushima 2021

Fukushima 2021

11 DE MARÇO: 10 ANOS DO ACIDENTE NUCLEAR EM FUKUSHIMA, NO JAPÃO. EXIBIÇÃO ONLINE GRATUITA (de 11 a 18 de março de 2021)

10 anos se passaram do acidente na usina nuclear Fukushima Dai-Ichi (Japão), em 11 de março de 2011. Em cooperação com a Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM Rio), o primeiro evento do International Uranium Film Festival em 2021 será lançado dia 11 de março, quinta-feira, com uma sessão de filmes online gratuita, dedicada aos 10 anos desta catástrofe que ainda não foi resolvida. Link: https://vimeo.com/channels/cinematecadomam

LIVE: 11 de março, 17 horas - Um olhar sobre o acidente de Fukushima -  Conversa com o especialista em radioatividade, Professor Dr. Alphonse Kelecom, do Laboratório de Radiobiologia e Radiometria do Instituto de Biologia da Universidade Federal Fluminense. Desde março de 2011, Kelecom visitou Fukushima várias vezes. Além de sua qualificação técnico-científica, Kelecom é membro da banca de juri do Uranium Film Festival. A moderadora será Márcia Gomes de Oliveira, fundadora do Uranium Film Festival, socióloga e professora da Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch/FAETEC, visitou Fukushima a convite da fundação japonesa Peace Boat, em 2015. Link:  https://www.youtube.com/watch?v=rA6aRnHjP3I

Sobre os filmes: 

O SENHOR DE FUKUSHIMA (Fukushima No Daimyo), Itália, 2014, Diretor Alessandro Tesei, documentário, 20 min, japonês com legendas em português.

Mesmo após o acidente em Fukushima, o pequeno criador de gado Masami Yoshizawa se recusou a deixar a zona proibida. A terra dele está contaminada para sempre. No entanto, ele permanece em sua fazenda, trabalhando no que resta de sua vida, para que as consequências trágicas da exposição radioativa sejam conhecidas em todo o mundo.

“Esse filme é muito importante por que fala das pessoas, das suas vidas quebradas, da pouca esperança de apoio ou indenização do governo ou da TEPCO (The Tokyo Electric Power Company). É um filme fundamental mostrando o lado humano do acidente. A bela fotografia emana a alma de quem viveu a tragédia e suas consequências a longo prazo”. Prof. Dr. Alphonse Kelecom

Trailer 

Prêmios:

  • MELHOR CURTA, Bonsai Film Festival 2014 (Itália)
  • PRÊMIO DO JURI, Capodarco Film Festival 2014 (Itália)
  • MELHOR CURTA, Life after Oil Film Festival 2014 (Itália)
  • MELHOR DOCUMENTÁRIO, Fluvione Film Festival 2014 (Itália)
  • II PLACE, Cielocorto FF 2014 (Itália)
  • MELHOR DOCUMENTÁRIO JAPÃO, PiGrecoZen FF 2015 (Itália)
  • MENÇÃO HONROSA - International Uranium Film Festival 2015 (Brasil)
  • MELHOR DOCUMENTÁRIO ITALIANO, GeoFilmFestival 2016 (Itália)

Sobre o Diretor Alessandro Tesei: Formado em artes visuais e multimídia pela Academia de Belas Artes de Macerata (Itália), com uma tese sobre a importância social do documentário. Inspirado por mestres como Herzog, Pasolini, Ciprì e Maresco, decidiu seguir o caminho do documentário investigativo. Depois de alguns anos de experimentação com várias disciplinas artísticas, como escultura, performance, teatro, passou a se dedicar essencialmente à fotografia e vídeo. Em 2011, após o acidente de Fukushima, Tesei passou a investigar e contar a história das pessoas que moram nas áreas contaminadas com radioatividade. Dessa experiência nasceu o longa-metragem "Fukushame - O Japão Perdido” (Fukushame - Lost Japan). Em 2012, Tesei volta à Fukushima, com o fotógrafo Pierpaolo Mittica e a pesquisadora Michele Marcolin, para documentar a reabertura de parte da área evacuada e entrevistar um dos homens que simboliza o desastre, o fazendeiro Masami Yoshizawa, que será o protagonista do curta-metragem "O Senhor de Fukushima” (Fukushima no Daimyo). Foto: Alessandro Tesei na Cinemateca do MAM com estudantes da Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch/FAETEC durante o Uranium Film Festival Rio de Janeiro 2016.

RANGA YOGESHWAR EM FUKUSHIMA - A LUTA DO JAPÃO CONTRA A RADIOATIVIDADE (Ranga Yogeshwar in Fukushima - Japan's Fight Against Radioactivity). Alemanha, 2014, Direção Reinhart Brüning, Ranga Yogeshwar, Thomas Hallet, Wolfgang Lemme, Produção WDR / Die Story im Ersten. Documentário, 45 min, audio em inglês com legendas em português. Classificação indicativa 14 anos. 

O governo japonês abre as portas da usina nuclear de Fukushima para uma equipe de TV pública alemã. Uma reportagem especial sobre as causas e as consequências do acidente nuclear de Fukushima e um  espetacular relatório dá uma visão impressionante da situação atual no local e da vida cotidiana das pessoas que ainda estão na zona restrita. A viagem à Fukushima também é uma tentativa de entender a mentalidade dos japoneses. Ranga Yogeshwar respeita os esforços dos japoneses. Mas Fukushima e toda a sociedade japonesa nunca mais serão o que eram antes do acidente. MENÇÃO HONROSA International Uranium Film Festival 2016 (Brasil)

“O filme Ranga Yogeshwar em Fukushima é excelente, didático e sem erro de abordagem ou de comentários técnicos e cientificos".  Prof. Dr. Alphonse Kelecom

Sobre Ranga Yogeshwar

Ranga Yogeshwar é apresentador e co-produtor de programa de ciência na Alemanha. Ele passou sua infância na Índia (Bangalore) e Luxemburgo. Estudou física experimental de partículas elementares e astrofísica e trabalhou no Instituto Suíço de Pesquisa Nuclear (SIN), no Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (CERN) em Genebra e no Centro de Pesquisas Jülich na Alemanha. Iniciou sua carreira jornalística em 1983, se tornando um dos principais jornalistas científicos da Alemanha. Foi editor da TV pública alemã WDR e chefiou o departamento de ciências. Desenvolveu e apresentou vários programas de TV, incluindo "Kopfball" (ARD), "Quarks & Co" (WDR) e "O grande show das maravilhas naturais" (ARD). Recebeu mais de 60 prêmios, como o doutorado honorário da Universidade de Wuppertal, a Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha, Ordem do Mérito do Estado da Renânia do Norte-Vestfália e a Ordem do Mérito do Grão-Ducado do Luxemburgo. Seus livros “Anything else?”, “Oh!” E “Next Exit Future” rapidamente se tornaram best-sellers.

Sobre o Uranium Film Festival

Em 2010, convocamos cineastas dos quatro cantos do mundo para mostrar suas produções sobre os riscos da radioatividade. Desde sua primeira edição, em maio de 2011, o International Uranium Film Festival (também conhecido como o Festival de Cinema da Era Atômica) foi reconhecido como o principal festival de cinema sobre a temática atômica em todo o mundo. Até hoje, aconteceram mais de 60 mostras do Uranium Film Festival em mais de 40 cidades de sete países, Brasil, Canadá, Alemanha, Índia, Jordânia, Portugal e Estados Unidos, com a participação de mais de 100 cineastas, fotógrafos, produtores, artistas, cientistas e especialistas.

No entanto, nestes tempos imprevisíveis de Covid-19, o Uranium Film Festival conta mais do que nunca com o apoio e a parceria daqueles que compartilham nossa paixão pela consciência dos riscos da radioatividade e acreditam no poder do cinema. Desde 2011, estamos transformando a maneira como as pessoas veem o mundo nuclear, por meio de filmes e simplesmente não poderíamos fazer isso sem o seu apoio. 

AGRADECEMOS SUA CONTRIBUIÇÃO!

DOE com PayPal


TORNE-SE PATROCINADOR E PARCEIRO DO FESTIVAL

O International Uranium Film Festival trabalha com parceiros que compartilham nossa paixão pela consciência nuclear e acreditam no poder do cinema.

Obrigado pela sua atenção e contribuição!

Norbert G. Suchanek e Márcia Gomes de Oliveira,
Fundadores e diretores do Uranium Film Festival

Contate-nos para qualquer dúvida ou informação

International Uranium Film Festival
Rua Monte Alegre 356 / 301Santa Teresa / Rio de Janeiro / RJ
CEP 20240-195   /  Brasil
Email: info@uraniumfilmfestival.org

Vídeos do Festival