O Troféu Einstein Amarelo

Uranium Film Festival Award

Artista plástico transforma material reciclável em obra de arte e no troféu de um festival de filmes internacional

O artista Getúlio Damado de Santa Teresa transforma material reciclável no troféu de um festival internacional de cinema que nasceu no Rio de Janeiro: O Internacional Uranium Film Festival que desde 2012 está rodando no mundo com o troféu do Getúlio na mala. “A obra de Arte reciclada do artista famoso de Santa Teresa, Getúlio Damado, é na verdade o nosso troféu chamado "Einstein Amarelo" para os melhores cineastas do ano”, explica a carioca e diretora do Uranium Film Festival, Márcia Gomes de Oliveira.

Recentemente, os troféus viajaram para Berlim, aonde aconteceu o Uranium Film Festival pela sétima vez. Lá o ex-minerador de Portugal, António Minhoto, ganhou o troféu e o prêmio de honra do festival, no dia 14 de Outubro de 2018. António Minhoto luta por três décadas para a compensação dos trabalhadores das minas de urânio da Urgeiriça, e de suas famílias, e para a recuperação ambiental das minas", explica a diretora do Uranium Film Festival, Márcia Gomes de Oliveira. Junto com o ex-mineiro, o cineasta escocês Ramsay Cameron recebeu o Einstein Amarelo pelo seu filme "Cem Anos de Urgeiriça". "É um filme excelente para abrir nossos olhos sobre a história desta mina de Urânio no centro-norte de Portugal, que é uma das mais antigas do mundo e que foi explorada pelos ingleses para fornecer rádio para o laboratório de Marie Curie, e depois, para o Programa Manhattan, com participação do governo dos Estados Unidos", disse a diretora do festival Márcia Gomes. Além de Ramsay Cameron, outros cineastas receberam o troféu "Einstein Amarelo" do festival, esta obra de arte exclusiva criada pelo artista do Rio de Janeiro, Getúlio Damado.

Depois de Berlim, o festival do Rio viaja para o sudoeste dos Estados Unidos junto com o troféu. De 29 de Novembro a 12 de Dezembro de 2018, o Uranium Film Festival vai acontecer na capital Navajo Nation Window Rock, Flagstaff, Grants, Albuquerque, Santa Fe e Tucson. Destas vez, vamos premear com nosso troféu as mulheres cineastas que irão receber o Einstein Amarelo em Window Rock, Arizona.

Sobre o troféu:

O artista Getúlio Damado produz o troféu do lixo que ele encontra nas ruas de Santa Teresa. A cabeça do boneco é um relógio quebrado que simboliza o tempo atômico, um tempo fora do movimento natural do Universo e que lembra as primeiras tragédias nucleares: Quando as bombas atômicas explodiram sobre as cabeças das mulheres, crianças e homens de Hiroshima e Nagasaki todos os relógios destas cidades imediatamente pararam sob o efeito da explosão nuclear.

Getúlio nasceu em Minas Gerais, 1955, em Espera Feliz. "Um dia eu vi o bonde de Santa Teresa na televisão, passando em cima dos Arcos da Lapa, e essa imagem nunca mais saiu da minha mente", lembra Getúlio. E logo após a Copa do Mundo de 1970, ele mudou-se para Santa Teresa. Neste ano, ele desenvolveu o seu trabalho artístico e começou transformar lixo em ouro. Com materiais que encontra nas ruas, ele e seu filho Victor Damado criam arte e brinquedos reciclados. O motivo central é o bonde, o último veículo sobre trilhos do Rio de Janeiro.

Sobre o festival:

O Internacional Uranium Film Festival foi criado em 2010, no Rio de Janeiro, e acontece anualmente na Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Além disso, o festival já aconteceu pela sétima vez em Berlim com apoio do Ministério do Meio Ambiente e Segurança Nuclear da Alemanha e com a participação do deputado federal Klaus Mindrup de Berlim. No Rio, o festival conta com o apoio da Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch, pertencente à Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro FAETEC.

Contato

info@uraniumfilmfestival.org

www.uraniumfilmfestival.org

http://uraniumfilmfestival.org/pt-br/berlim-2018-os-vencedores