ESTUDANTES DA FAETEC EM AÇÃO

ESTUDANTES DA FAETEC EM AÇÃO - ESTUDANTES DE ESCOLA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO LEMBRAM OS 30 ANOS DO ACIDENTE NUCLEAR DE CHERNOBYL: UMA AÇÃO QUE MERECE OURO OLÍMPICO.

2016 é um ano Olímpico, mas também um ano de muitas dificuldades para os estudantes das escolas públicas. Funcionários em greve, terceirizados sem salários, escolas com infraestrutura precária, comida estragada. Mesmo neste quadro lastimável, estudantes e professores não se deixam sucumbir pelas dificuldades da educação pública brasileira. Um exemplo disso é o trabalho dos estudantes da 2ª série do Ensino Médio do Curso Técnico em Dança da Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch que pertence à FAETEC (Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro).

Eles não esqueceram dos 30 anos do acidente nuclear de Chernobyl, dia 26 de abril, e produziram uma performance espetacular, chamando atenção para a necessidade da informação sobre os riscos que envolve o funcionamento de uma usina nuclear. O trabalho foi apresentado no Rio de Janeiro durante a 6ª edição do International Uranium Film Festival, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em maio de 2016. 

“Lamentamos muito não termos o apoio para apresentar este belo trabalho no mesmo festival que vai acontecer de 28 de setembro a 2 de outubro em Berlim”, declara Márcia Gomes, diretora do festival que também é professora de sociologia destes estudantes.

Jovens do Rio de Janeiro, convivendo diariamente com tantas dificuldades da escola pública, conseguem desenvolver um trabalho tão grandioso, tratando de um problema ambiental e humanitário de magnitude universal. O que mais podemos dizer? Parabéns aos professores do Curso Técnico em Dança por trabalharem arduamente para a utopia da escola pública de qualidade virar realidade e apresentar seus frutos como a performance “30 anos Chernobyl em Dança”.

Foto: apresentação da performance “30 anos Chernobyl em Dança” no MAM Rio.